Você sabia que as escovas progressivas e ácidas estão proibidas?


Hoje venho falar desse tema pois temos muitos pacientes que se submetem a esse tipo de procedimento sem nem imaginar dos riscos a saúde ou na maioria das vezes nem sabe qual o ativo que está usando em seu cabelo! Sim…as chamadas escovas progressivas, botox, selagem, escova de chocolate, vegana, de vinho, etc.
Em 27 de julho deste ano, foi publicada a RDC 409, que dispõe sobre procedimentos e requisitos para a regularização de produtos cosméticos para alisar ou ondular os cabelos, e a Instrução Normativa 64 (define a lista de ativos permitidos em produtos cosméticos para alisar ou ondular os cabelos).


Permaneceram aprovados os ativos alisantes já previstos na RDC N° 3: ácido tioglicólico e seus sais, ésteres do ácido tioglicólico, hidróxido de sódio ou potássio, hidróxido de lítio, hidróxido de cálcio, sulfitos e bissulfitos inorgânicos.


Aí vem a parte mais interessante e que deixou muita gente que preza pela saúde extremamente feliz.


Segundo a RDC 409 NÃO ESTÃO APROVADOS para uso em produtos alisantes ou ondulantes capilares os ativos de denominação INCI: CYSTEAMINE HCL, CYSTEINE HCL, GLYOXYLOYL HYDROLYZED WHEAT PROTEIN/SERICIN, PYROGALLOL, a combinação dos ativos GLYOXYLOYL CARBOCYSTEINE e GLYOXYLOYL KERATIN AMINOACIDS, GLYOXYLIC ACID e outros ativos ainda não previstos na ‘Lista de ativos permitidos em produtos cosméticos para alisar ou ondular os cabelos.


A RDC 409 é um marco em nossa legislação cosmética e proíbe o uso/aplicação de ativos que definiram até aqui a prática da “escova progressiva”, abrindo caminho para a pesquisa de novos componentes e novos blends compostos por novas associações que sejam capazes de promover modificação de formas e texturas dos ccabelos.Ela ainda proíbe a continuidade da prática da escova progressiva e bloqueia o uso aplicação de componentes em meio ácido, fazendo valer os tópicos de segurança expressos pelo Guia de Avaliação de Segurança de Produtos Cosméticos, da própria ANVISA.


Com esse posicionamento oficial da ANVISA, ficamos muito felizes e podemos reafirmar que o formol e o ácido glioxílico são danosos à saúde e jamais deveriam ser usados em alisamentos capilares!


Referência: ANVISA

Deixe um Comentário